bebe_conforto_como_escolher_1

Eu tenho que admitir : sou fã do bebê conforto. Quem inventou essa maravilha merece todos os aplausos!

Que o equipamento é essencial para transportar no carro o bebê recém nascido, todas vocês já sabem! Se tiverem qualquer dúvida, é só ler o manual do link www.denatran.gov.br/publicacoes/…/CARTILHA_PSA_CRIANCA.pdf

Mas eu estou falando aqui das suas mil e uma utilidades. Quando João nasceu eu costumava deixa-lo no colo e quando dormia, ia pro berço. O uso do bebê conforto era limitado ao carro. Era bem complicado pq eu voltei a trabalhar cedo e não tenho babá, ou seja, ficar com ele no colo e trabalhar ao mesmo tempo era tarefa praticamente impossível.

Até que um grande dia, comecei a utilizar o bebê conforto também em casa, deixo João lá quietinho enquanto respondo um email, vou tomar café, ou um banho… Assim João me acompanha na sala, no quarto, no escritório… Está sempre comigo!

Sem contar que é bem cômodo levar o bebê conforto nos restaurantes, supermercados, etc.

Mas cuidado pessoal!

Estudos revelam que não é bacana o bebê passar mais de 3 horas seguidas no equipamento. O uso excessivo pode causar problemas na coluna do bebê, além de prejudicar os nenéns que já possuem refluxo. Então se a viagem for longa, o ideal é fazer uma parada estratégica, para que seu bebê possa se esticar.

Atenção também para as quedas. Uma revista de pediatria americana publicou recentemente que muitos dos casos  encaminhados aos hospitais são devido ao uso indiscriminado do bebê conforto em crianças acima dos 4 meses de idade, pois elas já possuem mobilidade suficiente para virar de um lado para outro sozinhas, causando acidentes indesejáveis.

Além disso, nadaaa substitui o bom e velho colinho da mamãe, né?

Utilize com consiciência, o uso moderado te auxilia nas tarefas do dia a dia, e deixa o bebê confortável. João Adora.

Então, fica a dica!!

Beijinhos,

Nina